Minimalismo

O Quanto Somos Minimalistas!?

o-quanto-somos-minimalistas

Quando se começa a simplificar e desejar um estilo de vida minimalista pensa-se muitas vezes se estamos no caminho certo e não gostamos de dizer que somos minimalistas, porque não vivemos só com 100 coisas. Um dos piores mitos sobre o minimalismo é que uma pessoa minimalista vive com um reduzido número de coisas. O que leva a muitas pessoas terem dificuldade em identificarem-se com este estilo de vida. Será possível saber o quanto somos minimalistas!?

Podes gostar de ler também O que é ser Minimalista para mim?

Não há uma forma de medir o quanto somos minimalistas!

Ser minimalista não está em ter um número específico de coisas, está sim na nossa vontade, nas nossas intenções e motivações. Não há uma forma de medir o quanto somos minimalistas! O meu minimalismo de certeza que não é parecido com o vosso, pois cada um é minimalista à sua maneira. O que se pode fazer é tomar o exemplo dos outros como inspiração e aplicar nas nossas vidas, tendo em conta os nossos desejos e motivações. Pergunta-te quais são as tuas intenções e motivações. O porquê de querer uma vida mais simples?

“A melhor parte da simplicidade não tem nada a ver com quantas meias você possui; está em ser claro com as suas intenções e motivações” – Chirs Guillebeauv

O minimalismo não é o número de coisas que temos

No entanto, defende a não acumulação e o desapego dos bens materiais. Não existe um número mínimo nem máximo, existe sim o número essencial a cada um. O minimalismo é uma análise individual de todas as nossas coisas materiais e não-materiais. O importante é que faça sentido!

“Simplificar não é deixar a sua vida vazia, mas sim deixar espaço na sua vida para o que realmente quer fazer” – Leo Babauta

O minimalismo é simplificar a nossa vida, mas não significa privação.

Não temos que nos privar das coisas que gostamos, mesmo que essas coisas sejam consideradas futilidades. Possuir coisas “fúteis” não faz de nós mais ou menos minimalistas. Se essas coisas são essenciais para nós e nos fazem realmente felizes porquê nos privarmos delas. É claro que ao sermos minimalista vamos pensar e repensar nos objetos que possuímos, mas não vamos deixar as nossas vidas vazias.

“A tralha não é apenas os bens materiais que temos no nosso chão, é qualquer coisa que se interpõe entre nós e a vida que queremos viver.” – Peter Walsh

Muito se fala em destralhar a tralha material, mas um dos benefícios do minimalismo  é aprendermos a destralhar o imaterial.

Diminuir sentimentos que nada trazem de bom, deixar de lado ansiedade e o stress, deixar o passado no lugar dele para conseguir viver o presente, eliminar pessoas que nada acrescentam e abraçar cada vez mais as que dão muito, mudar hábitos pouco saudáveis para hábitos que nos deixam mais felizes. Por isso, muitas vezes o minimalismo pouco tem a ver com a quantidade de objetos.

O importante no minimalismo é eliminar tudo o que esgota a nossa energia e aproveitar o tempo com coisas que realmente nos dão mais felicidade, mais criatividade, mais força e coragem de prosseguir o que realmente queremos. Não há ser mais nem menos minimalista, há ser minimalista e ponto.

Guarda no Pinterest O Quanto Somos Minimalistas!?

o-quanto-somos-minimalistas-pinterest

Previous Post Next Post

Também podes gostar de:

Leave a comment

Deixa um comentário

%d bloggers like this: